segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Vivendo e aprendendo


Na foto Audrey Hepburn.


Passaram duas semanas de aprendizagem constante. Dizem que o papel dos pais é ensinar mas, na realidade, até agora tem sido aprender, aprender, aprender. Parece tudo tão simples, mas as variáveis são tantas. Entre as famosas dores tortas que atacaram logo após o parto e me fizeram implorar por mais epidural. Um bébé dorminhoco, impossível de acordar e umas enfermeiras rigorosas com a hora da comida. A famosa subida do leite que começou no dia em que saímos da maternidade e que, ao contrário do mini-moi, me fez passar uma noite em claro. O pós-parto. O cansaço. As cólicas. Os avós. As saídas de casa impossíveis de planear. E todo um mundo de outras pequenas coisas. Enfim... Têm sido duas semanas a aprender a conhecer o nosso mini-moi e a aprender a ler os seus sinais. Ser Pai aprende-se. Na maioria das vezes por tentativa e erro. Outras por instinto. E em caso de dúvida com o coração. Algo me diz que será sempre assim.


2 comentários: