sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Música muito boa


Não é todos os dias que apetece falar apenas de um disco. Mas, felizmente, existem excepções. Para mim, a dificuldade em descobrir o disco perfeito é o impossível desafio entre um primeiro impacto “whaaauuu”, um segundo impacto “maaaannnnnnn” e um terceiro impacto “fod........ssssssssssssss que isto é muita bom”. Traduzindo as onomatopeias pouco claras, é um equilíbrio perfeito entre originalidade, groove vs qualidade e o quanto continua interessante ao fim de uma semana a ouvir incessantemente o mesmo disco. Falo do incrível “Shadow Theater” do fascinante pianista (e mais novo do que eu uma porrada de anos....!!!) Tigran Hama...coiso. Vá, faço o esforço porque o moço merece, Tigran Hamasyan. Um jovem prodígio arménio que, pelos vistos, para além de ser um pianista explosivo é um compositor (e esteta!) do caraças. Fez um disco que não se pode dizer que seja de jazz, é sim uma mistura entre música tradicional, pop, rock progressivo e....também jazz! Vá, para os sépticos do costume, sim tem voz, não é só instrumental. Mas não se percebe nada da letra, aviso já. Têm aqui o link do spotify com o disco completo, façam um favor a vocês mesmo e ouçam isto com alguma atenção e abertura de espírito, vão ver que a viagem vale mesmo a pena!


 Já agora se gostarem mesmo comprem o disco. Viva o cd! 
Por vezes sinto-me mesmo velho...



Louis


1 comentário:

  1. Chérie será uma ideia para o nosso piano??!!
    ella

    ResponderEliminar