domingo, 8 de janeiro de 2006

Uma visita ao museu

Poder desfrutar de 5 minutos a observar um quadro do Monet, Degas, Van Gogh, etc, é coisa que não acontece todos os dias. Pelo menos para pessoas como eu, que vivem em Portugal e não têm tantas oportunidades para viajar como gostariam. E então quando temos essas oportunidades raras, tratamo-las com o seu devido respeito e damos-lhe o seu devido valor, pois muitas das vezes tratam-se de momentos únicos e irrepetiveis. Mas nem toda a gente pensa assim...e se não fosse assim, também não haveria assunto para este post. Nenhum turista é turista sem a máquina fotográfica (confesso que também eu sou viciada na foto), e todo ele já se encontra munido da novidade da tecnologia...a máquina digital! E penso que foi isso que esteve na origem do fenómeno do fotografo compulsivo, pois como as fotos já não custam dinheiro à que fotografar tudo. E quando digo tudo, é tudo! Eles saltam de quadro para quadro, escultura para escultura únicamente para o fotografarem. Pagam uma entrada no museu d'Orsay, ou no Louvre únicamente para o verem pelo ecran de uma máquina. E foi assim que descobri um desporto fantásico...estragar fotos. Recuso-me a desviar! Se querem ver fotos dos quadros vão à internet, é fácil e barato! Talvez seja apenas o meu mau feitio, mas é que há coisas que me tiram do sério. Simplesmente prefiro desfrutar de uns minutos de doce contemplação, e de saber que talvez seja um momento único!
Ella
PS: Mesmo assim acabei por me apaixonar pelo musée d'Orsay, e fui como sempre surpreendida pela grandiosidade do Louvre.

Sem comentários:

Enviar um comentário