quarta-feira, 25 de janeiro de 2006

One lunch in the city

Hoje eu, a menina que anda nas núvens, fui almoçar com a minha amiga, a menina dos óculos cor-de-rosa. A caminho da hora marcada e como sempre já um pouco atrasada, meti-me no metro. No meio de tantos olhares indiferentes, sentou-se à minha frente um casal de velhotes. Nada de especial, dizem vocês. Mas foi então que fui contagiada por um gesto inesperado...o velhote pegou na mão da sua velhota, acariciou-a e deu-lhe um beijo, ela olhou-o como só se olham dois velhos amantes. Não fui capaz de esconder um sorriso de ternura por aquele amor. Já durante o almoço discutiamos o final de uma das minhas séries favoritas, Sex and the City. "Foi um final muito realista!", dizia a menina dos óculos cor-de-rosa. "Achas mesmo que na vida real, um dia, todas nós vamos nos sentir tão realizadas enquanto mulheres como elas? E para sempre?", disse a menina que anda nas núvens. E ficaram as duas em silêncio. Enquanto me arrastava para casa sob um vento frio..."I could not help but wonder?"... se aquele velho casal conseguiu manter aquele amor e ternura durante tanto tempo... será que é possível na vida real também encontrarmos e conservarmos um amor assim?? Ás vezes tenho medo de todas as coisas, e de todas as sombras que podem surgir no espaço entre dois amantes, mas também sei que são esses obstáculos que regeneram o amor e o fortalecem. Ás vezes acho que quem tem razão é ela, vale a pena pôr uns óculos cor de rosa e caminhar nas núvens!

Ella

Sem comentários:

Enviar um comentário