domingo, 22 de julho de 2007

Ó Tu!


Que és do género feminino e és feminina, que és gira mas isso não te afecta, que gostas de ler, livros de 700 páginas ou contos, jornais, revistas ou caixas de cereais, que gostas de ver filmes de animação, curtas-metragens, blockbusters ou clássicos a preto e branco, que gostas de sair à noite até de manhã ou jantar até ao fim da noite na boa conversa sob um céu estrelado, que amas os amigos e prezas a família, que gostas de champanhe com morangos e imperial com tremoços, que gostas da praia de noite, de dia e tanto no inverno como no verão, que gostas de andar de chinelo no pé, que não consegues viver sem música, jazz, rock ou bossanova, que deliras em concertos quer sejam da banda de sempre ou ambulantes na rua, que gostas de ir a museus ver o que gostavas de ter pintado ou esculpido, que gostas de conhecer outras cidades sem ser em autocarros de dois andares, que não enjoas de barco e queres conhecer o mundo, que não tens medo de experimentar o que é novo e abraçar o que é antigo, que gostas de desporto e sabes o que é um fora-de-jogo, que aceitas a diferença sem estranheza, que gostas de política, História e estórias, que tens jeito para línguas, que admites fazer nada num dia e tudo no outro, que gostas de te levantar cedo e deitar tarde, que tens sentido de humor e te sabes rir de ti própria, que te preocupas com o Ambiente e defendes o que acreditas, que olhas as pessoas nos olhos, que és simples e sofisticada, chic e casual, que não acreditas no caminho mais fácil em vez do certo, que sabes dar o braço a torcer e teimas quando tem de ser, que não tens medo de chorar mas não choras por tudo e por nada, que sabes ver o brilhantismo nas coisas mais simples, que és capaz de suportar os sonhos de um louco, como loucos foram Fernão de Magalhães ou Gago Coutinho, que não te importas de subir a montanha só para apreciar a vista porque o que conta é a viagem, que gostas e sabes beijar, que sabes o que é romance, que gostas de apreciar o silêncio, gostas de cães e até queres ter filhos um dia e não és psicótica…

POSSO-TE CONHECER?

Sem comentários:

Enviar um comentário