quinta-feira, 1 de março de 2007


And the question remains...




A pessoa certa na hora errada torna-se automaticamente na pessoa errada?

Hum... Como a pergunta me foi lançada cabe-me filosofar sobre o tema... Esta pergunta levanta outras de igual conteúdo filosófico... Será que existe a pessoa certa? E será que existe apenas uma?
Ninguém é perfeito, é um facto. Por isso, a mim satisfaz-me que entre os seus defeitos seja perfeito para mim, assim como entre os meus seja perfeita para ele. Isto é a minha definição de pessoa certa. Não acredito que exista "a" pessoa certa, acho que depende das circunstâncias, ou seja, dos encontros e desencontros e acredito que ao longo da vida nos cruzamo com umas quantas com potêncialidades disso.
Quanto à questão em si penso que mesmo que pudesse ser a pessoa certa se a hora é a errada acaba por não ser o suficiente (it's not enough!), por isso o desfecho é o mesmo... ou seja, pelo menos naquele momento é a errada. Talvez noutro timming...
E vocês o que acham?

Ella

PS. na foto penso que não precisa de apresentações, miss Bjork. Menina dos óculos cor-de-rosa desculpa a minha fraca inspiração... prometo tomar qualquer coisa para melhorar!

Sem comentários:

Enviar um comentário