segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Todo o mundo é composto de mudança

Camões


2007 foi ano de altos e baixos... Foi um ano de mudanças. Muitas. Uns casaram. Outros arranjaram emprego, adoptaram um cão, mudaram de cidade, de país, compraram casa, tiveram filhos... Outros ainda, "fizeram das tripas coração"... Enfim, mudaram. E eu, eu também mudei. Ou talvez não tenha mudado, mas crescido.
Até há poucos dias, este ano podia ser simplesmente removido da minha memória, mas talvez isso fosse apenas arrancar a crosta da ferida - eu sei. Este ano perdi muita coisa. Perdi. E ainda não sei como parte da minha vida sobreviverá alimentada de memórias. Memórias contadas e escritas vezes sem conta no medo de que com o esquecimento de uma, todas as outras se desvaneçam. No medo de ao perdê-las perder-me, esquecer-me de mim. O perigo de andar para a frente sem passado. Vazia. Oca. A verdade é que dependemos mais dos outros do que na realidade temos consciência, numa espécie de dependência salutar. A única que vale a pena.
Mas também ganhei... Ganhei um emprego, as pequenas maravilhas, os pequenos prazeres, as pequenas delícias, os momentos mágicos, e as pessoas extraordinárias que habitam e permanecem para sempre pairando na minha vida.

Ella

Foto tirada da Magnum Photos

Sem comentários:

Enviar um comentário