sábado, 21 de outubro de 2006

UH LA LA !!!


Sofia Copolla encerra, com Marie Antoinette, a sua trilogia das adolescentes. Depois de As Virgens Suicidas e Lost in Translation - O Amor é um Lugar Estranho, a cineasta apresenta-nos um teen movie épico focado na figura da rainha francesa e ícone historico.

Sofia acolhe-nos no Palácio de Versalhes para uma visita guiada ao mundo do "símbolo do declínio completo de um estilo de vida". Em Marie Antoinette é-nos apresentada a vida da malograda princesa do império austriaco que virá a casar com Luis Augusto, delfim de frança e futuro regente.

Numa abordagem claramente pop e sem se tratar de uma aula de História, vemos a evolução de Marie Antoinette ao longo dos tempos apresentada por Copolla numa vasta palete de cores coadjuvada por uma fotografia sublime e guarda roupa a condizer que acompanha a narrativa como se de uma personagem se tratasse. É impossível ficar indiferente à banda sonora, que mais uma vez surpreende pela frescura e timing perfeito para a situação, misturando inspiração barroca com notas do século XXI dignas de um pub londrino.

Kirsten Dunst interpreta, na segunda parceria com a realizadora, a mulher que se viu rainha de um império ainda teenager, rodeada por um mundo de chantilly e morangos acompanhados por taças de champagne borbulhante, vestidos e sapatos de alta costura ( ou não ;) ), diamantes e perucas extravagantes. É uma boa interpretação da actriz, experimental o suficiente como o filme necessita embora a actriz principal seja mesmo a realizadora.

Vale a pena!

Sem comentários:

Enviar um comentário