sexta-feira, 6 de outubro de 2006

3 Pianos?


Eu diria três pianistas. Fui ver ontem este concerto de all-stars do piano português (isto soa mesmo "xunga") no CCB repleto de gente. Parece-me que a ideia de juntar um duo de duetos famosos é uma boa aposta mediática! Dois duetos porque o Bernardo Sassetti e o Pedro Burmester apenas tocaram juntos anteriormente em trio (isto tá a ficar bonito...). O terceiro pianista, Mário Laginha, é apresentado no programa como o elemento que liga os dois universos musicais apresentados (clássico VS jazz). O combate começou então com uma "mesa redonda" de 3 pianos com os 3 músicos a alternarem peças em trio, duo e solo. No fim de cada solo, o músico correspondente ganhava o direito de dizer umas palavrinhas ao público e depois "rodava" de piano. Uma organização digna de uma prova de atlétismo! Bem, sarcasmos à parte, é inegável o talento musical de este best-of pianístico que apresentou peças dos antigos duos com compositores desde Bach até Zeca Afonso e deles próprios (curiosamente o Burmester não trouxe nenhuma composição dele). E as peças em trio? Foram poucas. Ninguém disse que seria fácil arranjar um repertório para 3 pianos para fazer um concerto de cerca de duas horas. Mas a verdade é que torna-se um bocado frustrante ver um dos pianistas de mãos a abanar (literalmente) a maior parte do tempo. Felizmente os encores do espectáculo brindaram-nos com algumas peças a 3 bem divertidas e que nos fizeram pensar o quão bom teria sido o concerto se assim tivesse sido desde o início! Portanto achei que os 3 Pianos eram antes de mais 3 pianistas que de vez em quando conseguiram mostrar que 3 monstruosos pianos de cauda têm imensas potencialidades (o crescendo do Bolero de Ravel, que grande poder!!).
PS: Hum, não consigo deixar de pensar o que daria substituir o Burmester por um pianista de jazz e deixarem-se de tretas de alternar peças clássicas com jazz. Não tenha nada contra fusões, antes pelo contrário, mas gosto de misturas que façam realmente sentido como um todo!
PS 2: quero agradecer publicamente ao Mario Laginha que teve a brilhante ideia de fazer um livro com as partituras do seu ultimo disco e à pessoa que estava a vender discos no CCB que me deixou levar um desses livros de graça (eles eram oferecidos na compra do disco)!
PS 3: eu já tinha o disco...original, claro!

LOUIS

Sem comentários:

Enviar um comentário