quarta-feira, 17 de maio de 2006

Onde pára a Justiça?


Num país em que indivíduos que conduzem sem carta ou que são apanhados com uma taxa de alcoolémia superior à permitida por lei são absolvidos (entre um sem número de outros casos), é caso para dizer que a justiça está e vai mal. Quando uma educadora de infância é constituída arguida com termo de identidade e residência porque um aluno ao correr choca com outro e lhe caí um dente de leite que já "abanáva", dá vontade de rir... é anedótico, patético e parece mentira. Mas é a verdade! Numa altura em que se tenta tornar a justiça mais rápida e eficaz libertando-a de alguns processos, como é o caso dos "cheques carecas", onde se encontra o bom senso para enviar para tribunal um caso como este? E será que a mãe e o pai desta criancinha não tem mais sítio onde gastar tempo e dinheiro? Enfim, só nos resta esperar que o juíz restabeleça a razão e o bom senso, para que a Menina dos lápis de cor possa continuar a educar os seus meninos a ser Homens melhores... e quiçá, talvez um dia teremos um Portugal melhor! É por estas e por outras que quando é precisa a justiça, ela não funcione!

Ella

Sem comentários:

Enviar um comentário