quinta-feira, 11 de julho de 2013

O mundo ao contrário

Leonardo da Vinci, 1511.


Ela estendeu o corpo no chão, a cabeça assente na pedra. A sua intenção era escutar as entranhas do mundo. As mulheres de Kulumani sabem segredos. Sabem, por exemplo, que dentro do ventre materno os bebés, a um dado momento, mudam de posição. Em todo o mundo, eles rodam sobre si próprios obedecendo a uma única e telúrica voz.

A Confissão da Leoa,
Mia Couto

Tal como eu suspeitava pela maneira carinhosa com que me espezinha o estômago e restantes entranhas, o pequeno mini-moi já há muito que está de cabeça para baixo. Aproxima-se o dia que terei de me sentar a escrever o plano de parto, ou seja, fazer uma pequena composição sobre como gostaria que todo o processo se desenvolvesse tendo em conta tudo aquilo que não podemos controlar e imaginando diferentes cenários. É portanto uma coisa simples. Talvez seja mais fácil começar pelo fim... Parece-me.

Sem comentários:

Enviar um comentário