quarta-feira, 16 de novembro de 2011

E foi desta...

6-2


Sempre até à última. Ou não fossemos Portugueses. Porque não qualificarmo-nos logo? Assim tem muito mais piada! A incerteza, a dúvida. Mas enfim, já está! E valeu mesmo a pena ter saído de casa depois de um dia de trabalho infernal, comido uma bifana (aprovadissima Mr.T), cantado o hino nacional e gritado que nem uma doida. Nada como um jogo com golos. É tempo de crise, temos que poupar mas não é em golos - toma lá troika! Pelos amanhã ninguém fala em ti, nem no IVA e tudo e tudo e tudo.
Percebi que ainda bem que não sou fanática por um clube e que o meu coração só vibra por Portugal (seja qual for a modalidade) porque senão tinha uma AVC todos os fins-de-semana. (Mr.T não sei como aguentas!) É muita emoção, muita emoção. Estou exausta! E depois parece a missa... Olha a onda, levanta, senta, levanta, senta, grita: PORTUGAL, PORTUGAL!, bate palmas, levanta que vai ser  golo, pula, pula, pula que foi golo, PORTUGAL, PORTUGAL! É muita emoção minha gente!

E devo acrescentar que nunca tinha estado tão perto do Cristiano "Reinaldo"!
Conversa entre o jogo:
Djibicou: Achas que daqui consigo engravidar do Cristiano?
Bomba: Só se mandares beijinhos.

ella

Ps. Portugueses não me parece bem não respeitarem o hino do País visitante, é muito feio!

Sem comentários:

Enviar um comentário