sexta-feira, 22 de setembro de 2006

Futuro?



Dory: ... Everything's gonna be all rigth!
Martin: How do you know? How do you know something bad isn't gonna happen?
Dory: I don't!

Finding Nemo

Acabou. Hoje são os primeiros passos num novo ciclo. Primeiro no escuro, agora o sol já despertou e os primeiros raios atordoam os sentidos. A angústia do incerto. A angústia de andar sem saber onde colocamos os pés e de quem vai descobrindo o seu caminho aos poucos. A falta daquela mão que nos acaríciava a cabeça e dizia... vai correr tudo bem! Mesmo que não corresse, sentia-se a segurança de podermos errar porque a rede estava por baixo de nós. Será que ainda lá está? Talvez a angústia seja essa incerteza. Não é o medo do futuro, é o peso, a obrigação de nos realizarmos. As esperanças que depositam em nós. A vontade de existirmos. De fazermos. De sermos. E ao fundo a paz do que passou. A certeza de que não estamos sozinhos. E o conforto de sabermos que podemos recomeçar.


Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa, tudo sempre passará
A vida vem em ondas, como um mar
Num indo e vindo infinito
Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo no mundo
Não adianta fugir
Nem mentir pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar

Como Uma Onda,
Lulu Santos.
Photo Micas "rolling".
Ella

Sem comentários:

Enviar um comentário