quinta-feira, 8 de junho de 2006

As minhas meninas

Sempre ouvi dizer que para os pais os filhos não crescem, são sempre meninos. Nunca acreditei. Talvez porque sempre achei que os meus pais não me tratavam como criança, mas como uma pessoa pequenina. Hoje começo a acreditar que talvez seja verdade, pois para mim as minhas meninas vão ser sempre as minhas meninas. Porém não me iludo, eu sei que o tempo voa... passa por nós como uma aragem enquanto pestanejamos.
Na sexta, quando a Micas me abriu a porta tinha quase mais 10cm que eu, suspirei de alívio quando percebi que era das Havaianas de sola compensada. Mas a verdade é que me passou, e a Cocas já passou a minha mãe, está visto que a próxima que se segue sou eu. Não é que eu não queira que elas cresçam, não é isso... eu só não quero ser a mais pequena! Antes quando eu perguntava se havia míudos giros diziam-me sempre que não, hoje são elas que dizem "o não sei quantos é muito giro, não achas?". Antes quando apareciam cenas românticas e muitos beijinhos na televisão diziam "que nojo!", agora dão sorrizinhos.
As minhas meninas estão a crescer... e a mim resta-me observá-las e apoiá-las! Roer as unhas e fazer figas para que façam as melhores escolhas, mesmo que nem todas sejam as certas!

Ella

Sem comentários:

Enviar um comentário