sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Livros que a mamã leu


O título deste post também poderia ser... O que consegui ler nos últimos três meses. E acreditem... Isto é muito positivo. Depois de muito tempo sem ler romances, estas minhas duas últimas leituras voltaram a reacender a chama da minha paixão pela leitura. O que não era difícil. Li também A Grande Arte (Ruben Fonseca) e a Madrugada Suja (Miguel Sousa Tavares) que nem vou perder tempo a escrever sobre eles porque souberam a pouco e confesso tive que resistir à tentação de desistir. Bem sei, bem sei que dizem que são bons livros. Mas a realidade é esta...Sou hoje uma leitora pouco paciente, não tenho disposição nem tempo para perder a ler coisas que não me apaixonam. Mesmo aqueles livros referenciados como maravilhas, se não aquecem nem arrefecem, ou se andamos muito tempo à espera daquele momento em que "agora é que isto vai ser interessante"... Esquece! Acho que neste momento é um pouco a minha atitude na vida.  Aqui ficam duas excelentes sugestões, enjoy!

Teoria Geral do Esquecimento,
de José Eduardo Agualusa

É um romance apaixonante da primeira à última página e foi direitinho para o topo da lista dos melhores romances de sempre. Adorei! Não sei se pela originalidade se por me ter feito reencontrar uma vez mais enquanto leitora. Não querendo deixar spoilers no ar, aqui fica a premissa... Sob o calor de Angola uma mulher esquecida durante 30 anos num apartamento vê pela janela de sua casa cozinhar-se a independência de um País. 


Enquanto Lisboa Arde, O Rio de Janeiro Pega Fogo,
de Hugo Gonçalves

Este livro foi-me oferecido pela minha irmãzinha após a sua temporada no Rio de Janeiro. Ela gostou tanto do livro que com o seu à vontade e descontracção acabou por contactar o escritor para o entrevistar. Um livro actual e tão leve como a brisa de uma tarde de verão. Uma história carnavalesca sobre alguém que foge de um país que se arruina de dia para dia para começar do zero uma vida nova, uma página em branco num país em ebulição. Se por vezes a história fica aquém das espectativas, a narrativa supera-as.

Sem comentários:

Enviar um comentário