terça-feira, 20 de maio de 2014

Primeiros dias de escola


by me!


E assim foi... Numa semana mudámos de vida. Ou quase. Mudámos as rotinas. Kirikou foi para a escola. A mamã foi trabalhar. Mudámos de casa. Num instante te habituaste às novas pessoas, aos novos sítios e aos novos hábitos. Pelo menos assim me dizem para descansar este coração de mãe. No primeiro dia ficaste a chorar tal como era esperado. E eu que ingénua achava que seria um dia como os outros tive que entreter o tempo para não contar as horas, os minutos e os segundos para te ir buscar. Foi duro. Fazes-me falta. Já lá vão quinze dias e a trabalhar o tempo voa. Espero ensinar-te isso... A gostares do que fazes, ou a fazeres o que gostas. Mas quando chega a hora de te ir buscar já nada interessa. Quero é despachar-me para poder voltar àquele sorriso. Àquele regresso a casa.

---

O que me pesa no peito como uma âncora é a realidade desta vida de trabalho-casa, casa-trabalho e deste sistema que não nos permite ter mais tempo para educar e sermos pais. Durante a semana somos pouco mais que pais funcionais. É o despe-veste, dá banho, jantar, lavar os dentes e cama. Das conversas com outros pais todos partilhamos a mesma culpa de não podermos ter um horário mais flexível ou inclusive um dia por semana a menos no trabalho. Como dizia um amigo: “Acho que morro de desgosto se um dia chego ao infantário e me dizem que começou a andar. Já imaginaste? Começou a andar e tu não estavas lá!” 


1 comentário:

  1. Olá. Estou na mesma situação. A culpa persegue me para todo o lado que vá. Mas, é a realidade. Temos filhos para serem criados por outros. Beijinhos.

    ResponderEliminar