quinta-feira, 1 de maio de 2014

8 meses



Num abrir e fechar de olhos passaram 8 meses. Num abrir e fechar de olhos rebolas do tapete até à cama dos cães. Agarras-lhes as bochechas. Trepas por cima de mim. Ficas em pé. Fazes festinhas. Comes a sopa, a fruta, e refilas porque querias mais fruta. Fazes poças de baba. Agarras tudo o que podes. Palras. Dás gritinhos. E ris. Ris muito. Como se quisesses mostrar que tens seis dentinhos. Há oito meses que não consigo imaginar a minha vida antes de ti. Ou a minha vida sem ti. Pedaço de mim.


1 comentário:

  1. E… assim é e será sempre a beleza imensa das tuas palavras minha querida amiga… que bom ler-te!

    ResponderEliminar