sexta-feira, 21 de março de 2014

Do que nos faz crescer

Paul McCartney and Mary by Linda McCartney.


Admitir que aqueles que amamos incondicionalmente também erram é difícil. Principalmente aqueles que são um exemplo para nós. Admitirmos as suas falhas e os seus defeitos dói como se fossem as nossas. São os nossos heróis e esquecemos que são Homens como nós. Por muito tempo idolatrei o meu Pai, mascarei as suas falhas. Era miúda e ele era o meu herói. Um dia zanguei-me. Já não conseguia arranjar mais desculpas. Fiquei zangada muito tempo. Revoltada. Cansada, aceitei os seus  defeitos, as suas falhas e todas as suas virtudes. Fizemos as pazes. Fiquei em paz. Nesse dia cresci. Deixei de ser menina. Vejo-o hoje com mais clareza. Por inteiro. É o meu Pai. E estará para sempre comigo. E isso é que é um herói. O meu herói.




Sem comentários:

Enviar um comentário